Menu
A Sul, a luz e o calor, a Sul, os cenários quentes, o mediterrâneo e o levante. Um caminho percorrido em passo lento onde duas amigas fogem da confusão da metrópole para um abrigo, despojado, tranquilo, que lhes dá um ritmo diferente do seu dia-a-dia.

O caminho a Sul não é mais do que uma re-interpretação de um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen - “O Caminho da manhã” - uma visão daquilo que de mais prosaico e simples existe na vida.

O caminho rotineiro descrito no poema é algo que nos faz despertar os sentidos através de diferentes cenários, cenários esses que vieram inspirar a campanha deste ano.

Fomos então rumo ao Sul de Portugal, associado às descobertas, às partidas para o desconhecido, e à forma como todos os verões, o calor nos leva a rumar ao Sul. O Caminho a Sul…